Acompanhe notícias da CECOP e do setor ótico

Varejo pós-pandemia e a economia do baixo contato

Já sabemos que, enquanto não houver um tratamento amplo e eficiente contra o novo coronavírus, nossos hábitos serão transformados de forma profunda, com interação reduzida e cuidados de higiene redobrados. A forma como comemos, trabalhamos, compramos, nos exercitamos, administramos nossa saúde, socializamos e passamos nosso tempo livre estará em função do aumento ou diminuição de casos da doença. A questão é: como vamos agir diante dessas mudanças?

Para dar conta dessa pergunta, a Board of Innovation introduziu o conceito da Economia Low Touch, também chamada de Economia de baixo contato. O estudo que aborda esse tema traz as principais modificações no comportamento do consumidor e o que podemos esperar de tudo isso, para então saber como agir diante delas.

No post de hoje, vamos falar um pouco mais sobre essas transformações e de que modo elas podem afetar o varejo ótico. Confira!

Aumento dos cuidados de higiene

A elevada taxa de contaminação da Covid-19 tem feito com que a atenção para questões de higiene fosse redobrada, tanto por parte dos consumidores quanto das empresas. Todos estão mais cuidadosos em relação às pessoas e aos produtos com os quais interagem.

A tendência é que protocolos de higiene se intensifiquem cada vez mais, e provas formais do status de saúde podem passar a ser exigidos em estabelecimentos, como a medição de temperatura e o compartilhamento de registros pessoais de saúde, o que já vem sendo feito em alguns lugares.

Diante deste cenário, sua ótica também deve sempre se atentar para todas as medidas de higiene necessárias para que o seu cliente e sua equipe possam ter o maior conforto e segurança possíveis.

Neste post, recomendamos ações importantes a serem tomadas na sua loja para que você possa garantir que ela esteja precavida contra o coronavírus.

Aumento dos serviços digitais

Essa preocupação com a higiene também leva o consumidor a dar preferência ao online. Nas compras presenciais, ele conversa com o vendedor, manuseia os produtos, toca na maquininha de cartão e na sacola de compras. Todo esse processo pode ser reduzido a apenas alguns toques na tela do celular ou nas teclas do computador. No ambiente digital tudo é feito a distância. O único contato que ele terá é quando receber o produto em casa, o qual deve ser bem higienizado.

Isso não significa que o varejo tradicional deixará de existir, mas apenas que as empresas precisarão se adaptar aos novos hábitos de consumo para sobreviver no ambiente pós-Covid.

O que fazer agora?

Diante de todas essas transformações, trazemos algumas soluções para as óticas independentes se adaptarem e superarem este momento de crise.

  • Entenda a nova economia e as oportunidades de crescimento que ela traz;
  • Proteja suas receitas;
  • Leia os e-books exclusivos da CECOP;
  • Planeje como dinamizar e desenvolver novos produtos, serviços, mercados e modelos de negócios;
  • Participe do programa de mentoria da CECOP com o nosso Country Manager, Rafael Rodrigues.

Nós da CECOP estamos sempre trabalhando para entregar conteúdo da melhor qualidade à comunidade ótica. Fique atento ao blog e às nossas redes sociais e não perca as últimas notícias, dicas e lives mais relevantes para o setor.

 

Comentários

Posts Relacionados

Inscreva-se para receber nossos conteúdos