Acompanhe notícias da CECOP e do setor ótico

Quais as principais alternativas ao franchising no Brasil?

O brasileiro é empreendedor por natureza. De acordo com dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), o país já conta com 21 milhões de CNPJs ativos e, só nos primeiros 4 meses de 2023, mais de 1,3 milhão de novas empresas foram abertas, número que representa um crescimento de 21,8% no comparativo com o mesmo período do ano passado.

E, para se inserir em um ambiente de negócios tão competitivo, muitas pessoas que sonham em abrir sua própria empresa recorrem ao modelo de franchising. Mas as franquias são mesmo a melhor alternativa para quem busca empreender?

Confira este artigo completo e saiba mais!

Desvantagens das franquias

Fazer parte de um modelo de negócio previamente testado e que se sustenta em uma marca, via de regra, já reconhecida no mercado, são alguns dos fatores que fazem com que os empreendedores invistam no sistema de franchising, na tentativa de reduzir os riscos intrínsecos a abertura de uma empresa.

Apesar desses pontos serem verdadeiros, as franquias contam com uma série de desvantagens que também precisam ser levadas em conta por um investidor. Podemos citar, por exemplo:

  • No modelo de franchising, o empreendedor não é realmente livre e dono do seu negócio para tomar as decisões estratégicas;
  • As franquias possuem altos custos contínuos com royalties e taxas de marketing;
  • Muitas vezes, nas franquias, é preciso cumprir cláusulas de contrato que exigem uma série de obrigações como abertura de novas lojas, venda obrigatória, compras de marcas, limitações territoriais etc.;
  • O empreendedor pode não concordar com decisões e políticas que impactam diretamente seu negócio e patrimônio;
  • Tem limitações de crescimento territorial e estará normalmente limitado ao crescimento do seu negócio de forma exponencial.

Em outras palavras: nas franquias, não há independência de verdade e o empreendedor tem custos altos para manter sua operação em funcionamento. Na prática, boa parte daquilo que seria lucro é destinado para o pagamento de royalties e das demais taxas de franquia.

Comunidades Óticas

Em contrapartida, as comunidades óticas oferecem o melhor do mundo das franquias – market share e modelo de negócio testado – sem os custos excessivos que comprometem o crescimento financeiro do empreendedor.

Além disso, nas comunidades, ele terá toda a liberdade para tomar as decisões sobre os caminhos do seu negócio, contando com o apoio de uma rede especializada sempre que precisar. Na CECOP, por exemplo, oferecemos instrumentos para que o empreendedor independente possa crescer mantendo sua autonomia, porém sem abrir mão:

  • De recursos e de suporte de marketing para ações de posicionamento mercadológico;
  • Do poder de uma marca global para negociar descontos e bons acordos com fornecedores;
  • Do acesso a novas tecnologias de ponta do mercado ótico;
  • Do networking necessário para a estruturação de estratégias conjuntas de crescimento.

O potencial das Óticas ZOOM para o crescimento da sua empresa

E se você ainda tem dúvidas sobre como uma comunidade oferece novos caminhos para o empreendedorismo no mercado ótico, vale a pena baixar nosso novo e-book sobre as principais alternativas ao franchising.

Ao longo do texto, você também poderá conhecer as possibilidades que as Óticas ZOOM – bandeira exclusiva da CECOP – trazem tanto para quem deseja migrar para uma marca mais flexível, dinâmica e que permite aos investidores ter acesso a todos benefícios de nosso ecossistema; quanto para quem está iniciando uma jornada empreendedora.

Com nosso apoio, você poderá crescer com independência e participar da disrupção que estamos gerando no mercado ótico!

Comentários

Posts Relacionados

Inscreva-se para receber nossos conteúdos