Acompanhe notícias da CECOP e do setor ótico

[CECOP Talks] O conceito das Óticas ZOOM e a experiência de compra

Fundamental para o espaço físico das Óticas ZOOM, Jandyra Zanella é proprietária da JZanella Design de Interiores e contou com exclusividade ao CECOP Talks como se deu o conceito por trás das lojas. Estruturando um projeto profundo de experiência do cliente na jornada de compras, Jandyra e o time da CECOP Brasil chegaram a um modelo ideal para as unidades da ZOOM. O conceito de Neuroarquitetura, marketing sensorial e comportamento do cliente foi pensado especialmente para o desenvolvimento desse projeto.

Na conversa com Jandyra, ela comentou que “a ideia é que as pessoas criassem memórias afetivas. Foi com esse pensamento que a loja foi estruturada, a experiência de consumo foi levada muito a sério”. Além disso, falamos sobre como o cliente foi colocado no centro do projeto. “Foi o norte total que o projeto seguiu. A ideia é exatamente criar uma conexão, trabalhando a parte visual e sensorial: as cores dentro do espaço, tipos de iluminação, a conexão entre o chão e o teto, as alturas ao nível do olhar, até mesmo a comunicação, usando imagens grandes e não itens pequenos e miúdos”, disse. Confira!

 

CECOP Brasil: Poderia nos contar como foi o processo até o momento de inauguração das Óticas ZOOM?

Jandyra Zanella: Conheci a CECOP devido a uma experiência anterior com a Mormaii, em que atuei por muitos anos como designer de interiores. No início da minha carreira, em 2004, comecei a ficar incomodada com essa questão de fazer os espaços comerciais pensando muito na beleza dele e pouco no sucesso do franqueado. Desse ponto em diante, comecei a pesquisar e me envolver nesse universo muito diferente, que envolve visual merchandising. Parti para um curso de marketing, fiz MBA de comunicação e marketing de varejo para poder entender um pouco de sobre essa relação do cliente com a experiência de consumo.

Muitos arquitetos e designers fazem projetos lindos, visualmente, mas o que me chamou a atenção é que os franqueados e o empreendedor não conseguiam se manter por mais de dois anos com a porta aberta. A cada 100 empresas que abriam, somente duas completavam o segundo ano. Esse número me surpreendeu.

Assim, fui agregando conhecimento ao meu trabalho e ampliando meu portfólio até o convite da CECOP para fazer um projeto piloto das Óticas ZOOM, onde as lojas tivessem uma linguagem padrão, com um custo dentro da nossa realidade brasileira e respeitando esse momento pelo qual nós estamos passando, sendo replicado e fazendo o roll out para qualquer espaço.

 

C: Qual foi o conceito pensado inicialmente e como ele foi colocado em prática nas lojas?

Jandyra: Desde o primeiro momento ficou muito claro que a gente não queria um projeto comercial que ficasse naquela relação de preço/produto, que é o ponto o qual as empresas gastam muita energia e dispõem muito foco nessa situação. Gostaríamos de algo “a mais” e isso é justamente a experiência do cliente dentro do espaço como um todo.

Trabalhamos a parte visual, sensorial, ergonomia, para a pessoa se sentir bem, poder tocar e visualizar os produtos, fazendo com que que a experiência fosse tão significativa e marcante para o cliente, que fidelizasse ele e, além de fidelizar, que ele espalhasse essa notícia para todo lado. A ideia é que essa pessoa criasse memórias afetivas. Foi com esse pensamento que a loja foi estruturada, a experiência do cliente foi levada muito a sério.

 

C: Ainda sobre a experiência de compra dos clientes, de que forma ocorreu esse planejamento para potencializar a vivência do consumidor dentro das lojas?

Jandyra: Com a ideia de criar uma experiência única, fizemos muita pesquisa, colhemos muitas informações.

Dos revestimentos das paredes, ao tipo de piso, alturas adequadas, utilização de texturas, possibilitando o aconchego no espaço, inclusive avaliamos a questão da playlist utilizada pelas lojas, que busca atingir o maior número de pessoas possíveis no público, sem setorizar.

 

C: Como está sendo essa jornada ao lado da CECOP?

Jandyra: Estamos cada vez mais em evolução. Observamos que, dentro do nosso escopo, não só a loja era necessária para o momento que a CECOP estava vivendo, como outros tipos de espaço. Ou seja, teremos novidades que vão chegar logo e que já estamos desenvolvendo.

A CECOP é um céu sem limites, porque tudo é muito pensado e analisado, mas dando muita liberdade de criação e muito foco no cliente. Essa valorização me atrai bastante, faz com que eu me sinta feliz com o trabalho, com as pessoas e com o resultado.

 

C: Pode nos contar sua história e da JZanella Design de Interiores?

Jandyra: Sou pedagoga de formação e acabei indo para área de psicopedagogia e psicologia durante muito tempo. Gostava muito de dar ideias para os espaços. Talvez meu maior diferencial seja a facilidade de entrar no ambiente e conseguir visualizar tudo sobre como ele é e como ele deveria ficar, dentro do briefing e das questões levantadas pelo cliente. Então, as pessoas acabavam me pedindo ideias, o que acabou se tornando um desejo de trabalho.

Quando eu comprei um dos meus primeiros apartamentos, me deram uma grande oportunidade. Eu criei o meu apartamento desenhado, em 1999, e foi aí que minha história nessa área teve início.

Depois, montei uma parceria com uma marcenaria, o que me deu um conhecimento muito forte sobre a montagem do mobiliário. Por fim, acabei indo morar em Belo Horizonte, onde eu conheci o INAP (Instituto Nacional de Artes e Projeto). No INAP, fiz o curso de design de interiores e me encontrei. A partir dali eu só trabalhei com isso e nunca mais voltei para a área da pedagogia, apenas para dar aulas dentro do design de interiores e arquitetura para o curso superior.

 

C: Gostaria de destacar outra informação?

Jandyra: Só tenho a agradecer a ZOOM e CECOP, que estão me abrindo um leque de possibilidades dentro de um processo criativo que faz com que as pessoas sejam tão levadas a sério. A venda nada mais é do que uma transação de pessoas para pessoas, por isso a importância da experiência do cliente.

 

 

 

Comentários

Posts Relacionados

Inscreva-se para receber nossos conteúdos